Rolhas de cortiça

Estamos no inverno, embora nem sempre os dias e noites sejam assim tão frios devido às mudanças climáticas que já dão sinais que as estações estão se modificando a cada ano. Com o frio, chega àquela vontade de consumirmos bebidas e comidas mais quentes, e não dá para dispensar um delicioso “queijos e vinhos”.



Mas o que fazer com as rolhas dessa bebida maravilhosa? Vocês jogam fora? Sabem o tempo que um sombreiro leva para ser descortiçado? Então... vamos lá.


A cortiça é a casca do sobreiro, uma árvore cujo habitat natural é a bacia Ocidental do Mediterrâneo. Portugal, com725 mil hectares, 30% da área total produz metade da cortiça no mundo. O mercado de cortiça que vai desde a rolha para o vinho até ao revestimento isolante de um estúdio de gravação. A floresta da cortiça encontrou em Portugal o clima e o solo ideal para viver. Material ecológico por excelência, a cortiça é utilizada na sua quase totalidade, deixando poucos desperdícios. Um sobreiro pode viver até aos 200 anos.


Por lei o primeiro descortiçamento das árvores jovens só pode ser realizado quando o perímetro do tronco tiver 70 cm. Para além disso, a árvore tem de ter pelo menos 25 anos para se fazer o primeiro descortiçamento. Essa primeira cortiça é denominada virgem e é aproveitada para a criação de artigos decorativos. A tiradia de um sobreiro é feita de 9 em 9 anos. Na segunda tiradia (secundeira), a cortiça ainda não está apta para ser transformada em rolhas. Só 9 anos depois é que se tira a anadia, nome que se dá à cortiça madura e ideal para a produção de rolhas. Portanto, o sobreiro tem pelo menos que amadurecer 43 anos até produzir a cortiça própria para rolhas.


As rolhas de cortiça permitem a conservação de bebidas em garrafas, nas condições absolutamente ideais, do vinho do Porto ao Champanhe, dos vinhos de mesa ao whisky, ao sherry, ao brandy e a muitos outros, assegurando a qualidade e personalidade dessas bebidas.




O uso da cortiça na preservação dos vinhos é certamente a mais conhecida aplicação sendo ainda hoje a sua utilização mais nobre. Já na Roma Antiga a Cortiça era utilizada para vedar Ânforas contendo vinho, mas só nos finais do séc.XVII, em França, as rolhas de cortiça começaram a ser usadas no engarrafamento do champanhe.


A cortiça é natural, leve, imputrescível, impermeável a líquidos e gases, flexível, resistente, com grande estabilidade dimensional, isolante térmico e acústico, a cortiça tem um inesgotável potencial de aplicações. A sua qualidade, durabilidade e fácil reciclagem tornam-na amiga do ambiente.


As rolhas de cortiça recicladas nunca são utilizadas para produzir novas rolhas, mas têm muitas outras aplicações, que vão desde a indústria automóvel, à construção civil ou aeroespacial.


Há, pois, que defender a rolha de cortiça como produto que garantiu e deverá continuar a garantir a manutenção dos sobreiros, um dos ecossistemas mais ricos em biodiversidade do continente europeu e que se estima absorver, por ano, 4,8 milhões de toneladas de CO2, um dos principais gases causadores do efeito estufa e do conseqüente aquecimento global. Como a cortiça é a própria casca da árvore, também retém CO2 e ao ser reciclada, evitam-se emissões deste gás para a atmosfera, contrariamente ao que acontece quando se decompõe ou é incinerada.

Por que reciclar rolhas de cortiça?



A rolha de cortiça faz parte da embalagem do vinho e tal como noutras embalagens em que as tampas ou vedantes são reciclados, a rolha de cortiça também deve ser. Sem esta reciclagem a rolha de cortiça não se pode defender a rolha de cortiça como um produto ecológico. Defendendo a rolha de cortiça estamos também a defender o montado de sobro e a biodiversidade que lhe é associada.

A matéria-prima cortiça, como produto natural (que necessita de um tempo longo de crescimento) é limitada, pelo que o seu reaproveitamento não diminui a utilização da cortiça que sai das árvores, mas permite a sua utilização em outros produtos. Não serão feitas novas rolhas a partir das usadas, as rolhas serão materia-prima para a produção de outros materiais como isolamentos de construção que substituem e se tornam mais competitivos em relação aos seus equivalentes sintéticos menos amigos do ambiente.

A reciclagem ajudará o ambiente de 3 formas:

1 - redução de resíduos

2 - defesa da rolha de cortiça como produto plenamente ecológico e conseqüente defesa do montado

3 – plantação de novas árvores (espécies mediterrânicas).

Então, já sabem como agir com as rolhas de cortiça? Separe-as do restante dos descartes domésticos para que possam ser aproveitadas para a reciclagem e saboreie seu vinho sem culpa.

11 comentários:

Voz do meu Coração disse...

Olá Denise, em primeiro lugar não sabia que era inverno aí, pois aqui é verão e está calor, depois obrigada por todas as informações sobre o sobreiro e a cortiça, e por acaso tenho um lindo relógio de pulso em cortiça. bjs

Voz do meu Coração disse...

Olá amiga, num comémtário que me fizeste pergustavas de que cidade linda eram as fotos, até agora práticamente todas as nossas fotos
são tiradas na Suiça, esta cidade chama-se Fribourg, que dá o nome ao cantão onde fica a simpática cidade onde vivemos, Bulle. Mas é bem provável que as nossas fotos vão mudar um pouco, pois felizmente vamos de férias, enfim, sempre muito desejadas. bjs

Descolada disse...

Fascinante este caso das rolhas .
Como é que tem tantos sobreiros para a incrível demanda de rolhas??????

Espero que não estejam dizimando com a fonte.

Talvez fosse hora de pensar em outro tipo de rolha. Fico sempre lembrando do caso das seringueiras.
Já pensou se não houvessem inventado a borracha sintética?

Bem, gostei de ler sobre isso.

Lu Cavichioli disse...

Querida Denise, vim te ler apredner contigo. Porque cada vez que venho ao teu blog é uma aula que tenho.
Obrigada por isso.

ultrabeijos da amiga Lu

Daniel J Santos disse...

Aqui de Portugal aplaudo de pé o teu texto e claro sendo eu um defensor da cortiça e da rolha de cortiça, muito bem.

No caso e pegando um pouco com o texto e o um comentário mais acima, verdadeiramente ecológico é usar a rolha de cortiça.

Falamos de uma produção ecológica, neste momento existe um maior investimento no Alentejo, alguns vindos de empresários espanhóis.

Andam por ai uma espécie de imitação de de rolha, feito em plástico ou em produtos pouco ecológicos e recicláveis, no caso para alem de prejudiciais, no caso dos vinhos tira um certo sabor que os com rolha de cortiça têm.

Ricarda Caiafa disse...

oi... cheguei aqui por meio do blogblogs... Nossa Denise, que blog mais informativo... eu não fazia idéia que a rolha era reciclável! Bom saber, agora que já sei vou colaborar ainda mais para o bem-estar da natureza e principalmente o nosso!!!
Abração!

chicoelho disse...

Muito bôa essa sua postagem,essa ong que vai recolher as cortiças reverteram o lucro para a propria preservação dos Sobreiros criando um circulo virtuoso.


Bjs

JOICE WORM disse...

Oi Deni,
Engraçado, ainda hj passei por aqui para ver seus novos posts, mas como estou em frente ao computador a estudar o Programa Amadeus de Reservas Aéreas, já estava com meus olhos em bicos... Passei para te fazer uma visita, mas não deixei comentários. Agora que ia parar para relaxar um bocadinho os neurônios (posto que já estou estudando há 4 horas seguidas), sou deliciosamente bombardeada por seus coments... E tão preciosos que eram.
Obrigada minha linda... Vou tirar um pouco os olhos do monitor e já venho ler sobre a cortiça.
Vive 8 anos rodeada por estas árvores, sabia?

Ricarda Caiafa disse...

oi querida... quando atualizar, me avisa... beijos

Roseane, disse...

Que interessante...um amigo juntava as rolhas e colocava em um vaso enorme transparente, mas não sei se ele ainda tem ou o que fez depois. Eu vi tua foto lá na Face it act now. Muito legal tua participação!!! Bom findi!

mundo a fora disse...

tbm adoro queijos e vinho... isso me fez lembrar q tenho um ali na reserva \o/

e já q hj eh sexta

muito boa a pesquisa, informações realmente valiosas
ótimo fim de semana

fica bem

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Nosso Planeta em Números

Adorei a Visita - Volte Sempre!
Photobucket

msn spaces tracking