Mosquito Transgênico - Aedes aegypti

Mosquito transgênico é promessa para reduzir população do Aedes aegypti.

Uma empresa britânica quer usar a genética para dizimar o mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre amarela e da dengue. Os pesquisadores criaram uma versão do inseto com o DNA alterado, que só produz filhotes inviáveis. Segundo eles, a presença desses animais "com defeito de fabricação" na natureza poderia cortar pela metade a população do A. aegypt.

Segundo a revista americana "Wired", a empresa modificou geneticamente os machos da espécie para que eles dependessem de um antibiótico fornecido pelos pesquisadores para sobreviver. Se não recebessem o antibiótico tetracicilina em sua dieta, os insetos morreriam.

Depois de chegarem à maturidade com o auxílio dos cientistas, os mosquitos, todos machos, seriam liberados na natureza. Eles seriam capazes de sobreviver o suficiente para copular com fêmeas de sua espécie. Os filhotes gerados, no entanto, acabariam morrendo sem conseguir gerar seus próprios descendentes.
Um teste inicial feito pela equipe mostrou que cerca de metade das fêmeas da espécie acabam copulando com os machos geneticamente modificados. Se tudo der certo, o projeto poderá ser adotado pelo governo da Malásia para enfrentar o Aedes aegypti dentro de três anos.
A empresa britânica, no entanto, sofre críticas de organizações ambientalistas, para as quais a liberação de insetos modificados geneticamente pode ter conseqüências imprevisíveis para os ecossistemas tropicais(Globo Online).

Fonte: AmbienteBrasil

Mas enquanto as soluções milagrosas não vem ... eis uma dica barata e eficaz, para evitar a proliferação do mosquito da dengue.

Trata-se de um "mosquitério", uma armadilha para mosquitos desenvolvida pelo Professor MAULORI CABRAL da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que ele apresentou em um noticiário da TV GLOBO .

Eis o passo a passo, com fotografias, como construir a tal armadilha a custo quase zero!


Na foto acima, o material necessário:
Uma garrafa pet, o anel de lacre da tampa da garrafa, tesoura, fita isolante, lixa para madeira de número 180, um pedaço de filó (15 x 15 cms) de trama fina, do tipo usado em mosquiteiros ou telas de janelas contra mosquitos e um grão de ração para gatos (não serve ração para cães), ou três ou quatro grãos de arroz ou alpiste levemente amassados.

A boca do funil deve ser vedada com o pedaço de filó que será fixado com o anel de lacre da tampa da garrafa pet e a parte interna do "funil" deve ser lixada até ficar áspera e fosca.

Coloque no fundo do "copo" o grão de ração para gatos ou os grãos de arroz ou alpiste amassados.
Encaixe o "funil" com a boca para baixo dentro do "copo" e vede o conjunto com a fita isolante.
Encha com água até a metade do "funil" e complete este nível com água sempre que necessário.
A armadilha para mosquitos está pronta e deve ser colocada em algum lugar da casa a salvo da luz solar!

Vamos explicar como funciona a armadilha:

A superfície interna do "funil", áspera e fosca, facilita a evaporação da água, o que atrai as fêmeas dos mosquitos.
Como a água possui material orgânico, originário da ração para gatos ou dos grãos de arroz ou alpiste, a fêmea do mosquito colocará seus ovos na superfície da água no interior do "funil", pois o material orgânico irá servir de alimento para as larvas.

Quando os ovos eclodem, as larvas mergulham em busca do alimento e como são muito pequenas, atravessam o filó da boca do "funil".
Mas as larvas crescem, se transformam em mosquitos e não conseguem voltar através do filó ficando presos (os mosquitos adultos), dentro da armadilha até que morram!

Esta armadilha é, possivelmente, o mais seguro, barato e eficaz método de extermínio de mosquitos, pois o combate tradicional é feito com o uso de substâncias tóxicas (inseticidas) usados para matar larvas ou os insetos adultos.

A realidade vem mostrando que o uso de inseticidas não só não acaba com os mosquitos como causa efeitos prejudiciais ao meio ambiente, pois mata todos os insetos, interferindo na cadeia alimentar de pássaros, por exemplo, além de causar danos também à saúde de seres humanos.

Se você montar uma dessas armadilhas em sua casa, dentro de pouco tempo poderá observar larvas de mosquitos na água em seu interior.
Para saber se as larvas são do mosquito AEDES AEGYPTI (transmissor da DENGUE), basta aproximar o foco de luz de uma lanterna, se as larvas fugirem da luz, são do AEDES AEGYPTI, se as larvas não fugirem da luz, são de mosquitos comuns.

O AEDES AEGYPTI não gosta de luz!
Em qualquer dos casos você já estará no lucro porque ninguém gosta de mosquitos!

A eficácia de tal armadilha reside no fato de que ela interrompe o ciclo vital dos mosquitos, porque a fêmea que coloca seus ovos ali não se reproduzirá.
O ciclo vital do mosquito transmissor da DENGUE dura cerca de 15 dias e cada fêmea põe cerca de 400 ovos.
Se cada residência tivesse uma armadilha dessas talvez o problema da DENGUE já estivesse solucionado.

Resta agora às autoridades divulgarem o projeto do Professor MAULORI CABRAL!

4 comentários:

Lulu on the Sky® disse...

Ai to aflita de ver essa loucura ai da Dengue no RJ.
Big Beijos

Anônimo disse...

Genial Dê, utilidade pública total!

Tá muito triste essa situação no Rio.
A população PRECISA colaborar.

Valeu mesmo, vc tá de parabésn por essa blogada.
beijo imenso

Lucia Oliveira

ROSÁCEA disse...

Ontem no Jornal Nacional , fiquei indignada com o número de crianças mortas por Dengue no RJ.
Tomara a Deus que esse projeto seja levado a abo e a sério .

um beijo

Marcos Santos disse...

César Maia usa camisa de manga e calça comprida.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Nosso Planeta em Números

Adorei a Visita - Volte Sempre!
Photobucket

msn spaces tracking