A influência das cores

A consciência sobre as cores sempre esteve presente no humano, desde o tempo que ele andava em um universo verde atento para um alerta vermelho, fosse fruta, animal ferido ou fêmea no cio.
Hoje em dia, já sabemos que a cor das coisas depende da onda de luz que refletem, mas antes a natureza das cores era algo misterioso.Na renascença a natureza das cores foi estudada por Leon Battista Alberti. Sendo este contemporâneo a Da Vinci, Alberti o influenciou. Leonardo Da Vinci reuniu informações e tudo virou um livro, o Tratado da pintura e da paisagem. Nele, Da Vinci afirmava que as cores eram uma propriedade da luz e o branco/preto eram extremos da luz. Em 1648, Isaac Newton conseguiu decompor uma face de luz e depois tornar a recompô-la por intermédio de lentes invertidas. No século XX, a Psicologia deduziu importantes conseqüências sobre a influência das cores no comportamento humano.

As cores e suas influências no comportamento humano

A Psicologia das cores

Branco: sugere pureza. Dá uma impressão de vazio e de infinito e evoca fresco, limpeza, principalmente quando combinada com o azul.
Preto: silêncio, morte. Quando brilhante, indica nobreza, distinção e elegância. Cor preponderantemente masculina.
Cinza: expressa uma alma duvidosa e neutra. Simboliza a indecisão e a ausência de energia.
Vermelho: força, virilidade, masculinidade, dinamismo. Uma cor exaltante e até enervante. Uma cor quente, que transborda vida e agitação.
Laranja: transborda irradiação e expansão. É acolhedor, quente e íntimo.
Amarelo: uma cor luminosa e muito forte para atrair atenção, seja sozinha ou em conjunto de outras cores. É feliz, vibrante e viva.
Verde: cor universal da natureza. Exalta o frescor, harmonia e equilíbrio, uma cor calma. Quando mais amarelado sugere força ativa, em tons claros e escuros é sempre indiferente e calmo.
Azul: cor profunda. Preferida por adultos, marca uma certa maturidade. Quando sombrio, o azul clama o infinito. Quando mais claro, provoca uma sensação de frescura e higiene, principalmente junto do branco.
Roxo: pensamento meditativo e místico. Assim como o preto, remete nobreza e poder.
Marrom: dá a impressão de algo maciço, denso e compacto. Sugere segurança.
Rosa: é de pouca vitalidade e sugere a feminilidade e afeição. É uma cor íntima, de doçura melosa e romântica.

A Psicologia da combinação de cores.Azul e preto: transmitem antipatia e desvalorizam o conteúdo da mensagem, pela sensação de absurdo.
Azul e branco: conferem harmonia de espírito, idéia de doçura e generosidade.
Vermelho e azul: causam a sensação de força espiritual, requinte e delicadeza, sendo muito empregadas no apelo de vendas.
Vermelho e amarelo: criam sensações de insatisfações, contraste acentuado de calor e impetuosidade.
Amarelo e verde: produz a sensação de eficácia. Visualmente, porém, não é uma combinação agradável, causando a impressão de que “algo está faltando”.
Verde e vermelho: juntos inspiram a natureza, o estado primitivo e o equilíbrio entre frio e o calor.

Maria Claudia Cortes mostra nesse site o resultado de sua Dissertação de Mestrado em flash. Tem som, jogos, a possibilidade de misturar as cores e aconselho ir em Movies ver como cada cor é representada.

Fonte
Photobucket

10 comentários:

Rosemari disse...

Denise que post maravilhoso. Adorei . Adoro saber dos significados das cores e em tudo o que faço procuro harmoniza-las.No meu consultorio optei pelos tons de amarelo e bege, por entender que o amarelo é uma cor vibrante , que produz esperança ,
Acho que acertei .
beijos

Rosamaria disse...

Também gostei muito do teu post, Denise e aproveitei pra votar.
Bjim.

JOICE WORM disse...

Oiiiiiiiii... Baita saudade, menina! Ainda por cima, chego aqui e encontro um post maravilhoso sobre a psicologia das cores. Eu cá, cada vez que quero realizar o karma do meu dia, me visto pela cor adequada. E sabe que dá certo?
Beijo grande, Deni. E aí em casa também!

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Trás um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Convido-te a veres o teu mais profundo no “Espelho Mágico”


Doce beijo

Ricardo Calmon disse...

lINDO TRABALHO EM POST FORMA,AMei!

bzu!

vIVA A vIDA!

Roseane, disse...

As minhas cores podem variar entre o roxo e o rosa...bjks

Marcos Santos disse...

Nunca pensei que eu fosse tão harmônico com minha calça jeans azul e minha Hering básica branquinha.

simplesmente curando disse...

Eu adoro o verde e outra cor que adoro são os tons de laranja , o que não amadfureceu e o que já está maduro ,gosto não para roupas mas objetos e decorações,acho vivo,alegre e equilibrado...adorei a postagem
um abraço!!1

Raquel disse...

De, o post está ótimo, o blog lindo e adorei a dica do trabalho de Claudia Cortes.

Besitosss e bom findi!

Henar disse...

Interesante la psicologia de los colores, tienes un bonito blog.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Nosso Planeta em Números

Adorei a Visita - Volte Sempre!
Photobucket

msn spaces tracking