O Ser Canhoto



Já pensou em ter que recortar sempre com a outra mão? Ou inverter a ordem das cordas do violão e virá-lo para poder tocar? Ou, ainda, ser obrigado a escrever da direita para a esquerda? Se fosse assim sua vida seria um inferno, não? Menos para 10% da população mundial. 

Até poucas décadas atrás, os canhotos eram conhecidos como aqueles que escrevem com a "mão errada", um sinal de dificuldade de aprendizado e indisciplina. Os castigos eram severos! Mas a medicina moderna e as novos conceitos na área de ensino mostraram que essas idéias são falsas, vindas de antigas crenças de povos primitivos.

Uma das histórias mais aceitas para justificar a preferência pelo lado direito diz que os antigos habitantes do hemisfério Norte eram adoradores do Sol e no hemisfério Norte, o Sol parece mover-se para a direita. 

Na Idade Média, a Inquisição queimou os canhotos, como praticantes de bruxarias, mensageiros da morte e enviados do Diabo. Os muçulmanos chegam a ponto de  afirmar que Deus tem duas mãos direitas.


É sabido que o canhotismo tem a ver com a hereditariedade. "Há uma incidência maior de canhotos em famílias onde já existem canhotos". Normalmente, um casal de canhotos tem cinqüenta por cento de chances de ter um filho canhoto: quando o pai ou a mãe prefere a mão esquerda, essa probabilidade cai para não mais de vinte por cento; quando os pais são destros, a probabilidade de terem um filho canhoto é de apenas dois por cento.

A preferência manual está dentro de um contexto muito amplo: a lateralidade, ou seja, a dominância de todo um lado do corpo. Assim, ser canhoto não é apenas escrever com a mão esquerda, mas também preferir todo o seu lado esquerdo, embora o canhoto não perceba isso nitidamente. O lado do cérebro mais desenvolvido - nos canhotos, o direito - está conectado a um número maior de nervos, que recebem todo tipo de informação sensitiva. Portanto, nesse lado preferido , a visão é mais aguda, a pele é mais sensível, os músculos respondem mais prontamente.

As escritas alfabéticas , de modo geral, indiscutivelmente favorecem os destros, porque correm da esquerda para a direita. Nessa direção, o canhoto cobre com a própria mão o que está escrevendo ou acaba torcendo o punho, segurando a caneta com a mão em forma de gancho.

Ser canhoto é fazer um esforço a mais para coisas tão banais do cotidiano que, na verdade, não deveriam exigir esforço algum. Saca-rolhas, torneiras, maçanetas - tudo o que gira, gira para a direita na ditadura dos destros. 

A escassez de utensílios simples como tesouras, talheres, fitas métricas, teclados de computador, mouses ou controladores de jogos (joysticks) adaptáveis transtornam o dia-a-dia e tiram a paciência de muita gente. Para os canhotos, de duas, uma: ou vivem um eterno jogo de desmunhecar ou aprendem a lidar com as coisas usando a mão direita. 

Para aliviar o estresse o jeito é lembrar que, embora sejam minoria, os canhotos são pródigos em "colegas" notáveis. Entre os esquerdinhas famosos está gente de quilate bem pesado, como Albert Einstein, Marilyn Monroe, Michelangelo, Paul McCartney, Jimi Hendrix, Leonardo da Vinci, Napoleão Bonaparte e muitos outros.

13 comentários:

Madalena Barranco disse...

Olá Denise querida!!

Ahh, tenho um primo canhoto... E reconheço que falta mais atenção por aprte do mercado a esse tipo de consumidor.

Adorei o "tipo de flor" acima. Não resisti e fiz o meu também.

Beijos, obrigada pela visita.
P.S.: tomara que toda a turminha do ex-GO venha para o blogger.

Gaspar de Jesus disse...

Seja bem vinda DENISE.
Obrigado pela visita.
Excelente este seu texto sobre os canhotos.
Minha filha é canhota também,
Beijinhos
G.J.

sonia a. mascaro disse...

Muito interessante seu texto sobre os canhotos. Quantos detalhes que eu como destra não me dava conta... Hoje em dia há facilidade em encontrar artefatos especiais para os canhotos.

Vou fazer o teste da flor.

Obrigada pela visita ao Circo.
Bjs.

mundo azul disse...

_________________________________


Pois é! Realmente, os canhotos tem algumas dificuldades com os utensílios...Também tenho um filho canhoto...

Muito bom o seu texto! Dedicou um espaço para algo, que realmente deveria ser levado mais a sério...


Beijos de luz e um domingo FELIZ!!!

_________________________________

Flora Maria disse...

Que bom que v. voltou !!!

Já estava desanimada, pois vinha até aqui e vs. estavam "de férias".
Obrigada pela visita.
Beijo
Flora Maria

Valdemir Reis disse...

Olá Denise estou visitando este espaço maravilhoso! Parabéns pelo excelente trabalho mostrado aqui. Excelente suas publicações, "o ser canhoto" um grande e interessante texto, gostei da abordagem uma grande contribuição. Feliz e honrado por sua amizade. Acredito; aquele que caminha sozinho pode até chegar mais rápido... Porém quem segue acompanhado de um amigo com certeza vai mais longe... Espero sua visita! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Votos de uma semana recheada de sucesso, muita paz, saúde, brilho, bênçãos, proteção e alegria. Fique com Deus. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Anny disse...

Bom dia Denise:
Sabe que adoro pessoas canhotas. Inventei de aprender a escrever com a mão esquerda. Minina, deu um trabalhão. Mas acho que vou continuar este assunto.
Beijos.
Anny.

Elisa disse...

Olá Denise
Gostei imenso deste seu artigo e o engraçado é que dei aulas durante 35 anos e só nos últimos anos tive dois alunos canhotos, que me deixaram bastante apreensiva nos primeiros dias de aulas , pois nunca tinha tido tal experiência. Acontece que não sentiram qualquer dificuldade na escrita e tinham ambos uma caligrafia maravilhosa, usavam uma tesoura expecífica para canhotos, mas honestamente não senti que eles tivessem dificuldade em se adaptar, pois eram e ainda hoje são excelentes alunos, estando ambos já na faculdade. Beijinhos de Manta de retalhos

Roseane, disse...

É difícil ser diferente da maioria. Mas nós temos que respeitar as diferenças e conviver com elas numa boa. Eu queria aprender a escrever com a mão esquerda, seria muito bom pra mim, devido a minha escoliose, já tentei, mas agora parece ser tarde. Boa semana!!!

Meire disse...

Nao sou canhota, trabalahei com uma pessoa canhota apenas para escrever.

Bjs

Marcos Santos disse...

Nós somos mesmo "o máximo"!

Rosemari disse...

Denise

Seu texto é muito oportuno pois os canhotos são esquecidos durante todo o processo de acessibilidade.
Mesmo que consigam fazer tudo que o destro faz sem problem algum na realização das atividades motoras ou intelectuais , a dificuldade é sim, na hora d eenocntrar produtos adequados .

Suelly Marquêz disse...

Denise, que bom que voce está aqui , trazendo seus elucidados textos, que nos enobrece a amizade.
Beijos no Pedro!
Adorei a materia de ¨canhotos
concerteza é reflexiva, obrigada!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Nosso Planeta em Números

Adorei a Visita - Volte Sempre!
Photobucket

msn spaces tracking