Dieta oriental

Está cheinha ou cheinho? O segredo dos japoneses

Dieta oriental é aliada na hora de emagrecer

Não é nenhum segredo que frutas, legumes e grãos integrais precisam fazer parte de uma alimentação saudável. Mas, para nós ocidentais, a longevidade e a boa forma da maioria dos japoneses ainda causam espanto.




Diferentemente do Brasil, onde a taxa de pessoas com sobrepeso chega a 43%, e nos Estados Unidos, onde os gordinhos representam 60% dos americanos, os japoneses fora do peso ideal não chegam a 5% da população.

Pensando nisso, especialistas têm tentado explorar e desvendar os hábitos que estão por trás da culinária oriental e de seus benefícios.


O livro "Mulheres japonesas não engordam nem envelhecem" (Ed. Rocco), mostrar como é fácil adaptar a culinária tradicional japonesa a dieta do dia a dia. Ensina ainda, que a culinária japonesa é baseada em sete pilares: peixes, legumes, arroz, soja, macarrão, chá e frutas.

Para a maioria dos ocidentais, comida japonesa quer dizer sushi. Sushi é um dos alimentos favoritos no Japão, mas é apenas um entre muitos. Por todo o Japão encontra-se uma grande variedade de comidas fabulosas.

Chocolate, farinha de trigo e carnes vermelhas ainda são itens raros no cotidiano no país, apesar da crescente ocidentalização das refeições japonesas.

Alimentos ricos em nutrientes aumentam a saciedade

A nutricionista Anita Sachs, do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), explica que os orientais costumam seguir uma dieta rica em fibras e com baixo teor de gordura."Os brasileiros ficaram muito acostumados a ingerir alimentos gordurosos, com pouca fibra e muito açúcar. Isto interfere no andamento de qualquer dieta saudável", explica.

Para o nutricionista Leonardo Haus, da Associação de Nutrição do Rio de Janeiro, o grande valor da alimentação japonesa está na importância que a população dá a alimentos naturais e integrais, ao baixo consumo de proteína animal - principalmente à carne vermelha - e a ingestão reduzida de leites e derivados. "Os japoneses também comem muitos alimentos feitos com extrato de soja, como o tofu, o molho shoyu e o missoshiro. No Ocidente, costumamos valorizar a proteína da soja, que vira carne vegetal, por exemplo. Mas é o extrato de soja que contém mais isoflavonas, que tem grande capacidade antioxidante, ou seja, protege o corpo contra uma série de doenças", ressalta.


As isoflavonas são especialmente importantes para as mulheres, já que a substância tem ação similar ao hormônio estradiol, que regula uma série de funções hormonais femininas. O consumo de peixes e algas também traz uma série de benefícios.



O peixe, principalmente o sushi e o sashimi, tem baixíssimo nível de gordura. Já as algas ajudam a promover a saciedade, pois aumentam de tamanho no estômago - explica o nutricionista.

Estudos apontam que a 'gordura do bem', o ômega-3, presente no salmão, na sardinha e no atum, protege o corpo do envelhecimento precoce e estimula a saúde do cérebro. Já as algas contêm vitaminas e minerais ajudam a regular o metabolismo, apoiando as dietas de emagrecimento.

Mas o especialista lembra que nem tudo na dieta japonesa faz bem:

"Quem tem ácido úrico elevado, hipertensão ou tendência à retenção de líquidos deve moderar o consumo de shoyu, missoshiro e peixe cru. Um dos problemas da dieta japonesa é que ela contém muito sódio e pode não fazer bem em excesso. Como tudo na vida, o segredo está no equilíbrio e na moderação", resume.

Portanto o melhor é aproveitarmos as orientações e sermos cautelosos na escolha de cada refeição, sabendo balancear os alimentos e consumí-los na quantidade exata, sem abusos ou excessos.


Fonte: Globo Online - Edição Rio

11 comentários:

Madalena Barranco disse...

Oh, Denise, bom domingo de garoa! Aqui a tarde está cinzenta, mas bem aconchegante, e convidativa a lanches e guloseimas - heheheh! Adorei suas dicas sobre a culinária japonesa e como está em seu post: o segredo é a moderação. Eu não deixo de comer nada do que gosto (claro, exceto carnes e ovos), mas como de tudo um pouco. Beijos.

Voz do meu Coração disse...

Adoro a comida chinesa, como eles mesmo dizem, tudo o que mexe se pode comer. Uh¨!!!!!!
Como tenho uns quilinhos a mais deveria seguir os seus conselhos.
Mas falta a força de vontade e um pouquinho de sacrificio, mas depois falta a coragem e...parece que tenho sempre fome e apetite nunca me faltou.
Um beijinho Denise.
http://coimbra.romandie.com
http://molelos.romandie.com

luzdeluma disse...

Denise, eu não como nada cru ou vivo. Até acho que os japoneses não morrem cedo por não se estressarem fácil e se isso acontece, canalizam para as artes marciais. Eles comem muitas frituras também! Boa semana! Beijus

Meire disse...

Denise adoo a culinaria japonesa, mas casada com amrido italiano, tradicionalista fica dificil...rs

PS:
Vou ali visitar seus patrocinadores...
Bjs

Fernanda disse...

Denise,
para mim comida japonesa é sushi, rssss...que eu nem gosto! Que pobreza a minha! Mas enfim, agora já sei que não é bem nada assim!
A nossa alimentação cá em casa é variada e muito cuidada, tento implementar agora uns pratos vegetarianos, mas as crianças e mesmo o marido não são grandes adeptos. Vou introduzindo alterações devagar e calmamente.
Boa semana!
Bjos

RAMOSFOREST.ENVIRONMENT disse...

Quem disse que Você está sem saber seu papel na Web?
Você o exerce e muito bem!.
Abraços
Luiz Ramos

Lu Cavichioli disse...

Oi Dê, seus artigos são excelentes e de grande utilidade pública.
Não sou muito fã de comida japonesa, embora esteja reavaliando minha alimentação, evitando carnes vermelhas, gorduras e sofrendo um pouco para evitar o chocolate... ahahaha!!

Agradeço sua visita no Escritos, legal que vc esteja junto com a gente na blogada coletiva em prol da cultura.
Grande beijo
Lu

Roseane, disse...

Além de saudáveis, são gostosas e bonitas. Gostei do post. Boa semana para você.

Daniel J Santos disse...

gostei, extremamente interessante, muito bem.

Marcos Santos disse...

Queria gostar de comer com o mesmo tanto que gostei de ler.

Mariana disse...

Eu sempre tento comer saudável, e a comida que peco por delivery pela internet sempre são saladas ou coisas light.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Nosso Planeta em Números

Adorei a Visita - Volte Sempre!
Photobucket

msn spaces tracking